quinta-feira, 31 de julho de 2014

"Quando te queixas de alguém ou alguma coisa, é possível que estejas recusando a presença da pessoa ou desprezando o amparo que a Divina Providência te enviou para livrar-te de males maiores que talvez te aguardem pela frente."....."Trabalha com alegria servindo sempre. Não deixes para amanhã o bem que possas fazer hoje. Age em quanto os recursos da vida se demoram em tuas mãos. Recorda: o minuto presente, por agora, é a força de que dispões." (Emmanuel)




Gif de borboleta
Tempo


Com o dinheiro podemos comprar muitas coisas, mas não o essencial para nós. Proporcionar-nos comida, mas não apetite, remédios mas, não saúde, dias alegres, mas não a felicidade.


Para ser feliz, nada melhor do que trocar preocupações por ocupações.

A luta ansiosa pela felicidade é o que dá infelicidade a muita gente.

Mesmo que tenhas dez mil plantações, só podes comer uma tigela de arroz por dia, ainda que a tua casa tenha mil quartos nem de dois metros quadrados precisas para passar a noite.

Nunca deixe de ter em mente que o simples fato de existir já é divertido.


O homem que sofre antes do necessário, sofre mais que o necessário.


Os dias talvez sejam iguais para um relógio, mas não para um homem.


 
(D.A.)
 
Gif de borboleta
Bom dia!!!

"Queres felicidades e te cansas por isso. Trabalhas, ninguém nota. Serves, ninguém te vê. Sai de ti, entretanto, e busca ouvir os outros. Amas e terás amor, dando é que se recebe. Felicidade existe se a pusermos nos outros. Temos sempre o que damos, isso é das Leis de Deus." (Emmanuel)



Gif de Anjinhos
Descubra o amor



Pegue um sorriso e doe-o a quem jamais o teve.

Pegue um raio de sol e faça-o voar, lá onde reina a noite.

Descubra uma fonte e faça banhar-se, quem vive no lodo.

Pegue uma lágrima e ponha-a no ânimo de quem não sabe lutar.

Descubra a vida e narre-a a quem não sabe entende-la.

Pegue a esperança e viva na sua Luz.

Pegue a bondade e doe-a a quem não sabe doar.

Descubra o amor e faça-o conhecer o mundo.

(D.A.)


Um ótimo dia!!!
Gif

quarta-feira, 30 de julho de 2014

"Queres penetrar nos corações que te parecem trancados? Lembra-te que o teu sorriso é a luz com que lhes bates à porta, mas a humildade é a chave capaz de abri-los." (Emmanuel)

Gif de flor
Aprendi


Aprendi que se aprende errando;

Que crescer não significa fazer aniversário;

Que o silêncio é a melhor resposta, quando se ouve uma bobagem;

Que trabalhar não significa ganha dinheiro;

Que sonhos estão aí para serem alcançados;

Que amigos a gente conquista mostrando o que somos;

Que os verdadeiros amigos sempre ficam com você até o fim;

Que a maldade se esconde atrás de uma bela face;

Que não se espera a felicidade chegar, mas se procura por ela;

Que a natureza é a coisa mais bela na vida;

Que amar significa se dar por inteiro;

Que um só dia pode ser mais importante que muitos anos;

Que se pode conversar com estrelas;

Que se pode confessar com a lua;

Que se pode viajar além do infinito;

Que ouvir uma palavra de carinho faz bem a saúde;

Que sonhar é preciso;

Que se deve ser criança a vida toda;

Que nosso ser é livre;

Que o julgamento alheio não é importante;

Que o que realmente importa é a paz interior.

Não podemos viver apenas para nós mesmos.

Mil fibras nos conectam com outras pessoas e por essas fibras,

nossas ações vão como causas e voltam pra nós como efeitos.


(D.A.)

 
Gif de flor
Ótimo dia!!!

terça-feira, 29 de julho de 2014

"Se a dor te pesa tanto, contempla a vida em torno... O sol brilha sem pausa, a fonte vara pedras, depois da tempestade as aves refazem ninhos. Nunca te desanimes. Por mais provas na estrada, olha a frente e caminha!... Deus, em alguns instantes, tudo pode mudar." (Emmanuel)



Nas leis do destino


Há quem sustente que o Criador por vezes sentencia Suas criaturas a sofrimentos eternos.

Contudo, tanto quanto se pode perceber, o Pai Celestial manifesta-Se através de Leis que expressam ser Seu objetivo o bem supremo.

Essas Leis podem ser observadas mesmo nos processos rudimentares do campo físico.

O fogo é agente precioso da evolução, nos limites em que deve ser conservado.

Entretanto, se alguém coloca a mão no braseiro, é natural que incorra em dolorosas consequências.

A máquina é apêndice do progresso.

Mas em mãos inábeis ela se converte em instrumento de destruição.

Negligência, imperícia ou indisciplina em seu manuseio causam resultados desastrosos.

Ocorre o mesmo nos planos da consciência.

Na matemática do universo, o destino sempre dá à criatura o que ela lhe der.

É inútil que dignatários de um ou outro princípio religioso pintem o Todo Poderoso com as tintas das paixões humanas.

Com frequência, ouvem-se interpretações que assemelham Deus a um soberano purpurado.

Segundo esses relatos, Ele Se enraivece por falta de louvores ou de vassalagem.

Também Se envaidece com adulações.

Os que assim apresentam a Divindade podem estar movidos de santos propósitos.

Talvez raciocinem sob o influxo de lendas e tradições respeitáveis do passado longínquo.

Mas se esquecem de que, mesmo perante as leis dos homens, pessoa alguma consegue furtar, moralmente, o merecimento ou a culpa de outra.

Deus é amor.

Amor que se expande do átomo aos astros.

Mas é justiça também.

Justiça essa que atribui a cada Espírito segundo o que ele próprio escolheu.

Sendo amor, concede à consciência transviada tantas experiências quantas necessite, a fim de retificar-se.

Sendo justiça, ignora privilégios de qualquer ordem.

Jamais afirme, portanto, que Deus bajula ou condena.

Recorde que você não pode raciocinar pelo cérebro alheio.

Também não pode comer pela boca do próximo.

O Criador engendrou as criaturas para que todas elas se engrandeçam.

Para isso, sendo amor, repletou-lhes o caminho de bênçãos e luzes.

Sendo justiça, determinou que cada Espírito possuísse vontade e razão.

Assim, ninguém é vítima senão de si mesmo.

Cada qual se adianta ou se atrasa conforme prefira, no curso de incontáveis existências.

O livre-arbítrio vigora amplamente no Universo.

Apenas é necessário arcar com as consequências das próprias opções.

Sua vida, aqui ou além, será sempre o que você quiser.

Pense nisso.


Redação do Momento Espírita, com base no cap. LI, do livro Justiça Divina, pelo Espírito Emmanuel, psicografia de Francisco Cândido Xavier, ed. Feb.
 

segunda-feira, 28 de julho de 2014

"Se a ideia relativa a algum bem por fazer saltou do silêncio para a tua cabeça, não perguntes demasiadamente, aos outros, sobre a maneira de executá-la. Começa a trabalhar e o teu próprio serviço trará os companheiros que colaborarão contigo, auxiliando-te a pensar no melhor a ser feito" (Emmanuel)


Uma atitude saudável é contagiosa, mas não espere para contagiar-se atraves dos outros. Seja um portador. Bob Marley Bom dia!
Uma gota de água

 
Você já parou, alguma vez, para observar uma gota d´água?

Sim, uma pequena gota d´água equilibrando-se na ponta de um frágil raminho...

Com graciosidade, a gotícula desafia a lei da gravidade, se balançando nas bordas das folhas ou nas pétalas de uma flor.

São gotas minúsculas, que enfeitam a natureza nas manhãs orvalhadas ou permanecem como pequenos diamantes líquidos, depois que a chuva se vai.

É por isso que um bom observador dirá que a vida seria diferente se não existissem gotas de água para orvalhar a relva e amenizar a secura do solo.

Madre Tereza de Calcutá foi uma dessas almas sensíveis.

Um dia, um jornalista que a entrevistava lhe disse que, embora admirasse o seu trabalho junto aos pobres e enfermos, considerava que o que ela fazia, diante da imensa necessidade, era como uma gota d´água no oceano.

E aquela pequena sábia mulher lhe respondeu: Sim, meu filho, mas sem essa gota d´água o oceano seria menor.
 
*     *     *

Sem dúvida uma resposta simples e extremamente profunda, pois, sem os pequenos gestos que significam muito, a vida não seria tão bela...

Um aperto de mão, em meio à correria do dia a dia...

Um minuto de atenção a alguém que precisa de ouvidos atentos, para não cair nas malhas do desespero...

Uma palavra de esperança a alguém que está à beira do abismo.

Um sorriso gentil a quem perdeu o sentido da vida.

Uma pequena gentileza diante de quem está preso nas armadilhas da ira.

O silêncio, frente a ignorância disfarçada de ciência...

A tolerância com quem perdeu o equilíbrio.

Um olhar de ternura para quem pena na amargura.

Pode-se dizer que tudo isso são apenas gotas d´água, que se perdem no imenso oceano, mas são essas pequenas gotas que fazem a diferença para quem as recebe.

Sem as atitudes, aparentemente insignificantes, que dentro da nossa pequenez conseguimos realizar, a Humanidade seria triste e a vida perderia o sentido.

Um abraço afetuoso, nos momentos em que a dor nos visita a alma...

Um olhar compassivo, quando nos extraviamos do caminho reto...

Um incentivo sincero de alguém que deseja nos ver feliz, quando pensamos que o fracasso seria inevitável...

Todas essas são atitudes que embelezam a vida.

E se um dia alguém lhe disser que esses pequenos gestos são como gotas d´água no oceano, responda, como Madre Tereza de Calcutá, que sem essas gotas o oceano de amor seria menor.

E tenha certeza disso, pois as coisas grandiosas são compostas de minúsculas partículas.
 
*     *     *

Sem a sua quota de honestidade, o oceano da nobreza seria menor.

Sem as gotas de sua sinceridade, o mar das virtudes seria menor.

Sem o seu contributo de caridade, o universo do amor fraternal seria consideravelmente menor.

Pense nisso!

E jamais acredite naqueles que desconhecem a importância de um pequeno tijolo na construção de um edifício.

Lembre-se da minúscula gota d´água, que delicadamente se equilibra na ponta do raminho, só para tornar a natureza mais bela e mais romântica, à espera de alguém que a possa contemplar.

E, por fim, jamais esqueça que são essas mesmas pequenas e frágeis gotas d´água que, com insistência e perseverança, conseguem esculpir a mais sólida rocha.
 

Redação do Momento Espírita. Disponível no CD Momento Espírita, v. 10, ed. Fep.
 


domingo, 27 de julho de 2014

"- O pensamento divino concedeu-me liberdade de poder realizar todo bem que deseje. - Ser feliz ou desventurado é-me opção voluntária. - Sou escravo da lei, que me enseja progredir sem interrupção no tempo. - O que eu sou ou o que serei, depende de mim. - A inspiração superior nunca me falta, porém, sintonizar com ela será aspiração pessoal. - Construindo as estruturas existenciais na mente, torná-las-ei realidade no percurso carnal. És livre para imprimir na tua existência o padrão de felicidade ou de aflição com o qual desejes conviver. A liberdade é lei da vida, que faz parte do concerto da harmonia universal. Os imperativos inamovíveis e deterministas são vida e morte, no que diz respeito aos equipamentos orgânicos, mesmo assim, sob o fatalismo de incessantes transformações. Submetido à ordem da ação, que desencadeia reações correspondentes, és o que de ti próprio faças, movimentando-te no rumo que eleges. Há pessoas que preferem a queixa e a lamentação, armazenando o pessimismo em que se realizam. Negociam o carinho que pretendem receber com as altas quotas de padecimentos que criam psiquicamente. Ao lado de outras, que chantageiam os afetos, mediante a adoção de sofrimentos irreais, estabelecem como metas a conquista de atenções e carícias que lhes são sempre insuficientes, não se dando conta que, dessa forma, farão secar a fonte generosa que as oferece. Ninguém se sente bem ao lado de criaturas que elegem o infortúnio como falsa solução para os seus conflitos existenciais. Essa coação emocional termina por produzir amizades falsas, situações constrangedoras, mais insegurança. Podes e deves ser feliz. Esta é a tua liberdade de escolha. Se te encontras atrelado ao carro das aflições, porfia construindo o bem e te libertarás. A dificuldade de agora é o efeito da insensatez do passado. A vida renova-se a cada momento. Situações funestas alteram-se para melhor, à semelhança de paisagens ensombradas que rapidamente vestem-se de Sol. Não dês trégua à desdita, à ociosidade, aos queixumes. És senhor do teu destino, e ele tem para ti, como ponto de encontro, o infinito. Quem se desvaloriza e se desmerece e se invalida, fica na retaguarda. É necessário que te envolvas com o programa divino. Todo aquele que se não envolve positivamente, nunca se desenvolve. Se preferires sofrer, terás liberdade para a experiência até o momento em que te transfiras para a opção do bem-estar. Desse modo, não transformes incidentes de pequena monta, coisas e ocorrências corriqueiras, em tragédias. Ninguém tem o destino do sofrimento. Ele é resultado da ação negativa, jamais a causa. Faze uma avaliação honesta da tua existência, sem consciência de culpa, sem pieguismo desculpista, sem coerção de qualquer natureza, e logo depois desperta para o que deves produzir de bom, de útil, de construtivo empenhando-te na realização da tua liberdade de ser feliz." (Joanna de Ângelis)



Boa Noite! Tenho a aprendido que a felicidade vibra na frequência das coisas mais simples.
Libertando os afetos

 

Certo dia, num final de inverno, quando as flores da primavera começavam o seu sublime trabalho de recobrir os campos ressecados pelo rigor do inverno, aquela alma generosa deixou o corpo físico.

A despedida foi dolorosa. As mãos quentes dos que ficaram desejavam reter aquele corpo hirto, sem vida, sem movimento.

Inconformados perguntavam: Por que justo ele, que era tão gentil e carinhoso com todos?

Por que justamente ele, que sabia falar e calar, consolar e distribuir entusiasmo à sua volta?

Por que ele, que era um bom filho, bom irmão, bom esposo e bom pai?

Por que Deus o levou?

Por que não levou os criminosos renitentes, os corruptos inveterados, os estelionatários, os infiéis, enfim, porque não levou os homens que degradam a sociedade?

A resposta para todos esses questionamentos é muito simples.

Consideremos que a vida na Terra é uma oportunidade de crescimento para o Espírito imortal.

A existência, no corpo físico, é uma experiência necessária para que o Espírito progrida na conquista de sua felicidade.

Seria, por assim dizer, um tipo de prisão, onde ele pode quitar suas dívidas para com as Leis Divinas e conquistar novas virtudes.

Assim sendo, quem tem poucos débitos liberta-se antes. Quem tem menos compromissos libera-se deles em menor tempo.

Dessa forma, por que queremos que o nosso ente caro permaneça no cárcere se já recebeu alvará de soltura?

Não seria justo, nem do ponto de vista ético nem do racional.

Não queremos dizer com isto que todos os que se libertam antes são menos devedores, pois essa não é a realidade.

Como sabemos, muitos partem antes do tempo por imprevidência ou pelos abusos de toda ordem.

O que gostaríamos de enfatizar é que aqueles que partem naturalmente, pelos meios estabelecidos pela Divindade, sem a intervenção egoísta do homem, podem estar recebendo sua carta de alforria e, por essa razão, alçam voo antes de nós.

Morrer, para o justo, é libertar-se. É matar a saudade dos afetos que o antecederam na viagem de volta. É receber as glórias da vitória por ter vencido mais uma etapa no mundo físico.

E morrer, para o injusto, é deparar-se com o tribunal da própria consciência a acusá-lo por não ter sido corajoso o bastante para vencer-se a si mesmo e por não ter logrado conquistar mais virtudes.

É por essa razão que não devemos lamentar a morte dos justos, mas sim a daqueles que desperdiçam a existência buscando o gozo exclusivo para o corpo, sem pensar no Espírito, único que sobrevive além da aduana do túmulo.

*     *     *

Certo dia, num final de inverno, quando as flores da primavera começavam o seu sublime trabalho de recobrir os campos ressecados pelo rigor do inverno, aquela alma generosa deixou o corpo físico.

Seria o fim?

Não. Era apenas o crepúsculo de uma existência que se encerrava e a aurora de uma nova etapa que se iniciava, na vida que nunca acaba.


 

Redação do Momento Espírita
Em 17.05.2010.

Boa Noite! O segredo de acordar sorrindo consiste na alegria de dormir feliz. Por isso, Boa Noite. Dorme Bem!