quarta-feira, 21 de junho de 2017

Uma pausa para refletir

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, texto e atividades ao ar livre
Você está feliz com os resultados obtidos com seus esforços ultimamente?

Se está, parabéns! Você está no caminho certo. Mas, se considera que algo não está bem, faça uma pausa para refletir.

Afaste-se da busca pela fama e pelo ouro que ficarão sobre o pó da Terra. Jamais olhe para trás ao fechar a porta ao lamentável tumulto da ganância e da ambição.

Seque as lágrimas de seus fracassos e infortúnios, largue o seu pesado fardo e descanse até que seu coração esteja sereno. Fique em paz.

Sua vida terrena, na melhor das hipóteses, é apenas um piscar de olhos entre duas eternidades.

Não tenha medo. Nada neste mundo poderá prejudicá-lo, a não ser você mesmo. Faça o bem e exulte com suas vitórias sobre si mesmo.

Concentre suas energias. Estar em toda parte é não estar em parte alguma. Seja zeloso do seu tempo, pois esse é um grande tesouro.

Reconsidere seus objetivos. Antes de lançar seu coração com grande empenho em qualquer coisa, verifique se são felizes aqueles que possuem o que você deseja.

Ame sua família e conte suas bênçãos. Ponha de lado os sonhos impossíveis e trate de concluir sua tarefa, por mais desagradável que possa ser. Todas as grandes realizações foram alcançadas através do trabalho e da espera.

Seja paciente. A demora nas respostas divinas jamais é negativa. Espere. Persista.

O que você semear, bem ou mal, será o que irá colher. Nunca culpe os outros pela condição em que você se encontra.

Você é o que é exclusivamente em decorrência de suas próprias opções. Aprenda a conviver com a pobreza honesta, se necessário for.

Dedique-se a coisas mais importantes do que transportar ouro para a sua sepultura.

Enfrente os problemas um de cada vez. A ansiedade é a ferrugem da vida. Quando se acrescentam os fardos de amanhã aos de hoje, eles se tornam insuportáveis.

Recorde a exortação do Mestre de Nazaré: Não se preocupe com o dia de amanhã, pois o amanhã trará suas próprias preocupações. É suficiente o mal que cada dia traz em si mesmo.

Evite o muro das lamentações. Dê graças pelas suas derrotas. Você não as teria recebido se não estivesse precisando delas.

Aprenda com os outros. Seja cauteloso. Não sobrecarregue a sua consciência.

Trabalhe todos os dias como se fosse o primeiro, ao mesmo tempo em que trata as vidas em contato com a sua como se todas fossem terminar à meia-noite.

Ame a todos, até mesmo aqueles que o maltratam, pois o ódio é um lixo que não devemos nos permitir. Procure ajudar e confortar os necessitados.

Acima de tudo, lembre-se de que é necessário muito pouco para uma vida feliz.

Confie em Deus e percorra serenamente a sua trilha para a eternidade com lucidez e um sorriso. 

Quando partir, que todos digam que o seu legado foi um mundo melhor do que aquele que encontrou.

*   *   *

Não programe a sua felicidade dentro dos padrões tradicionais que a ambição estabeleceu e os preconceitos mantêm.

A felicidade verdadeira independe dos valores externos, sempre transitórios, sem maior significado, além daquele que lhe atribuem. 


Redação do Momento Espírita, com base em pensamentos do livro O maior presente do mundo, de Og Mandino/Buddy Kaye, ed. Record e com transcrição do Evangelho de Mateus, cap. 6, versículo 34.
Em 28.3.2017.
Gif
A imagem pode conter: texto
Gif
Nenhum texto alternativo automático disponível.
Gif
A imagem pode conter: texto
Gif
A imagem pode conter: pessoas sentadas e atividades ao ar livre
Gif
A imagem pode conter: texto
Gif
A imagem pode conter: texto
Gif
A imagem pode conter: flor e texto
Gif
A imagem pode conter: oceano, texto e atividades ao ar livre
Gif
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, oceano, texto, atividades ao ar livre, água e natureza
Gif

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto
Gif
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto
Gif
Nenhum texto alternativo automático disponível.
Gif

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Um dos mais belos trajes da alma

A imagem pode conter: texto

O médico conversa descontraído com o enfermeiro e o motorista da ambulância, quando uma senhora elegante chega, e de forma ríspida, pergunta: Vocês sabem onde está o médico do hospital?

Com tranquilidade, o médico responde: Boa tarde, senhora! Em que posso ser útil?
Impaciente, a mulher indaga: Será que o senhor é surdo? Não ouviu que estou procurando pelo médico?

Mantendo-se calmo, contesta ele: Senhora, o médico sou eu. Em que posso ajudá-la?
Como?! O senhor?!?! Com esta roupa?

Ah, senhora! Desculpe-me! Pensei que a senhora estivesse procurando um médico e não uma vestimenta...

Oh! Desculpe, doutor! Boa tarde! É que...vestido assim, o senhor nem parece um médico...

Veja bem as coisas como são...- diz o médico -... As vestes parecem não dizer muitas coisas mesmo... Quando a vi chegando, tão bem vestida, tão elegante, pensei que a senhora fosse sorrir educadamente para todos, e depois daria um simpaticíssimo "Boa tarde!"

Como se vê, as roupas nem sempre dizem muito...

*   *   *

Um dos mais belos trajes da alma é, certamente, a educação.

Educação que, no exemplo em questão, significa cordialidade, polidez, trato adequado para com as pessoas.

São tantos ainda no mundo que não têm tato algum no tratamento para com os outros!

Sofrem e fazem os outros sofrerem com isso.

Parece que vivem sempre à beira de um ataque de nervos, centrados apenas em si, em suas necessidades urgentes e mais nada.

O mundo gira ao seu redor e para lhes servir. Os outros parecem viver num mundo à parte, menos importante que o seu.

Esses tais modos vêm da infância, claro, em primeiro lugar. Dos exemplos recebidos da família em anos e anos de convivência.

Mas também precisam vir da compreensão do ser humano, entendendo todos como seus irmãos.

Não há escolhidos na face da Terra. Não há aqueles que são mais ou menos importantes. 

Fomos nós, em nossa pequenez de Espíritos imperfeitos, que criamos essas hierarquias absurdas, onde se chega ao cúmulo de julgar alguém pelas roupas que veste.

Quem planta sorrisos e gentileza recebe alegria e gratidão, e vê muitas portas da vida se abrindo naturalmente, através da força estupenda da bondade.

O bem é muito mais forte que o mal.

O bem responde com muito mais rapidez e segurança às tantas e tantas questões que a existência nos apresenta, na forma de desafios.

Ser gentil, ser cordial é receber a vida e as pessoas de braços abertos, sem medo de agir no bem.

Ser bem educado é contribuir com a semeadura do amor na face da Terra, substituindo, gradualmente, tantas ervas daninhas que ainda existem nesses campos, por flores e mais flores de felicidade.

Ser fraterno, em todas as ocasiões, é vestir-se com este que é um dos mais belos trajes da alma: a educação.


Redação do Momento Espírita, com base em conto de autoria desconhecida.
Em 14.06.2011.
Gif
Nenhum texto alternativo automático disponível.
Gif
A imagem pode conter: texto
Gif
A imagem pode conter: texto
Gif
A imagem pode conter: comida
Gif
A imagem pode conter: flor e texto
Gif
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto
Gif
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, texto e natureza
Gif
Nenhum texto alternativo automático disponível.
Gif
A imagem pode conter: texto
Gif
A imagem pode conter: texto
Gif
A imagem pode conter: texto
Gif
A imagem pode conter: texto
Gif