quinta-feira, 14 de setembro de 2017

A Receita da Felicidade

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto
Tadeu, que era dos comentaristas mais inflamados, no culto da Boa Nova, em casa de Pedro, entusiasmara-se na reunião, relacionando os imperativos da felicidade humana e clamando contra os dominadores de Roma e contra os rabinos do Sinédrio.

Tocado de indisfarçável revolta, dissertou largamente sobre a discórdia e o sofrimento reinantes no povo, situando-lhes a causa nas deficiências políticas da época, e, depois que expendeu várias considerações preciosas, em torno do assunto, Jesus perguntou-lhe:

- Tadeu, como interpreta você a felicidade?

- Senhor, a felicidade é a paz de todos.

O Cristo estampou significativa expressão fisionômica e ponderou:

- Sim, Tadeu, isto não desconheço; entretanto, estimaria saber como se sentiria você realmente feliz.

O discípulo, com algum acanhamento, enunciou:

- Mestre, suponho que atingiria a suprema tranquilidade se pudesse alcançar a compreensão dos outros.

Desejo, para esse fim, que o próximo não me despreze as intenções nobres e puras.

Sei que erro, muitas vezes, porque sou humano; entretanto, ficaria contente se aqueles que convivem comigo me reconhecessem o sincero propósito de acertar.

Respiraria abençoado júbilo se pudesse confiar em meus semelhantes, deles recebendo a justa consideração de que me sinta credor, em face da elevação de meu ideal.

Suspiro pelo respeito de todos, para que eu possa trabalhar sem impedimentos.

Regozijar-me-ia se a maledicência me esquecesse.

Vivo na expectativa da cordialidade alheia e julgo que o mundo seria um paraíso se as pessoas da estrada comum se tratassem de acordo com o meu anseio honesto de ser acatado pelos demais.

A indiferença e a calúnia doem-me no coração.

Creio que o sarcasmo e a suspeita foram organizados pelos Espíritos das trevas, para tormento das criaturas.

A impiedade é um fel quando dirigida contra mim, a maldade é um fantasma de dor quando se põe ao meu encontro.

Em razão de tudo isso, sentir-me-ia venturoso se os meus parentes, afeiçoados e conterrâneos me buscassem, não pelo que aparento ser nas imperfeições do corpo, mas pelo conteúdo de boa-vontade que presumo conservar em minha alma.

Acima de tudo, Senhor, estaria sumamente satisfeito se quantos peregrinam comigo me concedessem direito de experimentar livremente o meu gênero de felicidade pessoal, desde que me sinta aprovado pelo código do bem, no campo de minha consciência, sem ironias e críticas descabidas.

Resumindo, Mestre, eu queria ser compreendido, respeitado e estimado por todos, embora não seja, ainda, o modelo de perfeição que o Céu espera de mim, com o abençoado concurso da dor e do tempo.

Calou-se o apóstolo e esboçou-se, na sala singela, incontido movimento de curiosidade ante a opinião que o Cristo adotaria.

Alguns dos companheiros esperavam que o Amigo Celeste usasse o verbo em comprida dissertação, mas o Mestre fixou os olhos muito límpidos no discípulo e falou com franqueza e doçura:

- Tadeu, se você procura, então, a alegria e a felicidade do mundo inteiro, proceda para com os outros, como deseja que os outros procedam para com você. E caminhando cada homem nessa mesma norma, muito breve estenderemos na Terra as glórias do Paraíso.


XAVIER, Francisco Cândido. Jesus no Lar. Pelo Espírito Neio Lúcio. FEB. 


Gif
A imagem pode conter: 1 pessoa, texto
Gif
A imagem pode conter: texto
Gif
A imagem pode conter: 1 pessoa, texto
Gif
A imagem pode conter: texto
Gif
A imagem pode conter: texto
Gif
A imagem pode conter: texto
Gif
A imagem pode conter: texto
Gif
Nenhum texto alternativo automático disponível.
Gif de gato

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Toda dor é necessária?

A imagem pode conter: pessoas sentadas
Afirmativas populares como: Este mundo é um vale de lágrimas têm levado muitas pessoas ao desânimo, à melancolia, até à depressão.

Mesmo pessoas que têm o conhecimento do porquê se está na Terra, que se trata, ainda, de um planeta de provas e expiações, falam a respeito do mundo de contínuas aflições e dores.

E tudo que ocorre, de forma rápida, é levado à conta de resgate do passado, de ressarcimento de débitos transatos.

Analisando, no entanto, tantas desgraças diárias, nos questionamos: será tudo pagamento de dívidas anteriormente contraídas?

Jesus afirmou que a cada um seria dado segundo as suas obras. Não especificou tempo, data alguma.

A criatura, portanto, a cada hora, pela sua forma de agir, está construindo o seu momento seguinte.

A toda ação corresponde uma reação.

Algumas demoram um tempo maior para terem o retorno, outras o têm quase imediatamente.

Aprendemos, na Doutrina Espírita, que Deus é infinitamente justo e bom, o que equivale a dizer que ninguém sofre de forma indevida.

Isso nos leva a pensar em quantas ações realizamos que se traduzirão em muitas lágrimas e muitas dores para nós mesmos ou para outrem.

Se analisarmos os tantos desastres no trânsito, logo nos depararemos com o elevado índice dos que são o exato produto da imprudência.

Pessoas não habilitadas ao volante, veículos em péssimo estado de manutenção, criaturas por trás do volante alheias ao seu entorno.

Isto é, conduzindo o seu veículo como se fossem os únicos nas ruas ou nas estradas, desrespeitando as regras de trânsito na sua totalidade.

E que se dizer, então, dos que se propõem a dirigir em estado de embriaguez ou encharcados de outras drogas?

Quantos acidentes poderiam ser evitados. Vejamos que, em muitos casos, o mal que a pessoa a si mesma inflige é por sua culpa, somente.

Em princípio, não havia uma causa de vida anterior a determinar que se acidentasse, tragicamente, e ficasse com sequelas terríveis.

Foram suas ações invigilantes do agora que assim determinaram.

Mas, dirão, e quando pessoas inocentes são levadas nesse roldão?

Quando alguém embriagado atropela cidadãos que transitavam pela rua, a caminho do trabalho, da igreja, da escola?

Esses, sim, colhidos, ao que pode parecer de forma aleatória, são os que têm algo a ressarcir à Lei.

Por isso, acabam ficando na trajetória da loucura alheia e se tornam o que denominamos vítimas.

Mas, pensemos, quantas lágrimas de mães poderiam jamais escorrer dos olhos.

Quantos corações de pais poderiam deixar de ser despedaçados, quantas esposas não necessitariam sofrer a viuvez de forma tão rude.

Quantas noivas não precisariam chorar sobre corpos de noivos ensanguentados.

Morreriam, sim, mas não de forma tão contundente, trágica.

Pensemos nisso e oremos a Deus que nos ajude a não nos tornarmos autores de tragédias desnecessárias.

Pensemos nisso e vigiemos para que não sejamos agentes da infelicidade, por descuido, desleixo ou irresponsabilidade.

Nossa seja sempre a ação positiva, a ação do bom, do bem, não colaborando para infelicidade nossa ou de outrem, de forma alguma.

Redação do Momento Espírita.
Em 26.04.2012.
Gif
A imagem pode conter: texto
Gif
A imagem pode conter: texto
Gif
A imagem pode conter: telefone
Gif
Nenhum texto alternativo automático disponível.
Gif
A imagem pode conter: texto
Gif
Nenhum texto alternativo automático disponível.
Gif
A imagem pode conter: texto
Gif
Nenhum texto alternativo automático disponível.
Gif doll

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Se Você Puder

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto
Se você puder, hoje ainda:

olvide contratempos e mostre um sorriso mais amplo para aqueles que lhe compartilham a vida;

dê mais um toque de felicidade e beleza em seu recanto doméstico;

faça a visita, mesmo ligeira, ao doente que você deseja reconfortar;

escreva, ainda que seja simples bilhete, transmitindo esperança e tranquilidade em favor de alguém;

melhore os seus conhecimentos, no setor de trabalho a que esteja empregando o seu tempo;

estenda algo mais de otimismo e de alegria aos que se encontrem nas suas faixas de convivências;

procure esquecer - mas esquecer mesmo - tudo o que se lhe faça motivo de tristeza ou aborrecimento;

leia alguma página edificante e escute música que pacifique o coração;

dedique alguns minutos à meditação e à prece;

pratique, pelo menos, uma boa ação sem contar isso a ninguém.

Estas indicações de apoio espiritual, se forem observadas, farão grande bem aos outros, mas especialmente a você mesmo.


XAVIER, Francisco Cândido. Respostas da Vida. Pelo Espírito André Luiz. IDEAL. Capítulo 37.

Barrinhas e Divisórias
A imagem pode conter: texto
Barrinhas e Divisórias
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, texto e atividades ao ar livre
Barrinhas e Divisórias
A imagem pode conter: flor, texto, natureza e atividades ao ar livre
Barrinhas e Divisórias
A imagem pode conter: texto
Barrinhas e Divisórias
A imagem pode conter: texto
Gif Tayamoia
Nenhum texto alternativo automático disponível.
Gif Tayamoia