quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

Receita de Ano Novo



Ver a imagem de origem
Para você ganhar belíssimo Ano Novo 
cor do arco-íris, ou da cor da sua paz, 
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido 
(mal vivido talvez ou sem sentido) 
para você ganhar um ano 
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras, 
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser; 
novo até no coração das coisas menos percebidas (a começar pelo seu interior) 
novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota, 
mas com ele se come, se passeia, 
se ama, se compreende, se trabalha, 
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita, 
não precisa expedir nem receber mensagens 
(planta recebe mensagens? passa telegramas?) 

Não precisa 
fazer lista de boas intenções 
para arquivá-las na gaveta. 
Não precisa chorar arrependido 
pelas besteiras consumadas 
nem parvamente acreditar 
que por decreto de esperança 
a partir de janeiro as coisas mudem 
e seja tudo claridade, recompensa, 
justiça entre os homens e as nações, 
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal, 
direitos respeitados, começando 
pelo direito augusto de viver. 

Para ganhar um Ano Novo 
que mereça este nome, 
você, meu caro, tem de merecê-lo, 
tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil, 
mas tente, experimente, consciente. 
É dentro de você que o Ano Novo 
cochila e espera desde sempre.


(Carlos Drummond de Andrade)

Obrigada Deus por que tu és suficientalmofe!
Ver a imagem de origem

Resultado de imagem para mini gifs o novo ano esta chegando

Gif






quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

Nascimento especial

 Resultado de imagem para feliz natal
Todos os anos, os cristãos comemoram o Natal no dia 24 para 25 de dezembro. A história nos diz que Jesus, nosso Mestre, em verdade não nasceu nesse dia e aponta algumas datas prováveis, especificando dia, mês e ano.

Afinal, quando realmente terá nascido Jesus? E onde? Em Nazaré ou em Belém?

Se perguntarmos a Francisco de Assis o que ele sabe a respeito do nascimento de Jesus, ele nos responderá:

Jesus nasceu no dia em que, na praça de Assis, entreguei minha bolsa, minhas roupas e até meu nome para segui-Lo, pois sabia que Ele é a fonte inesgotável de amor.

Se indagarmos ao Apóstolo Pedro quando se deu o nascimento de Jesus, ele nos dirá:

Jesus nasceu no pátio do palácio de Caifás, na noite em que o galo cantou pela terceira vez, no momento em que eu negava outra vez ao meu Mestre.

Foi nesse instante que minha consciência despertou para a verdadeira vida.

Se questionarmos a Joana de Cusa sobre onde e quando nasceu Jesus, ela nos falará:

Jesus nasceu no dia em que, amarrada ao poste do circo em Roma, ouvi o povo gritar:

"Nega! Nega! Renuncia a Ele!"

E o soldado, com a tocha acesa, dizendo:

"Este teu Cristo te ensinou apenas a morrer?"

Nesse instante em que senti o fogo subir pelo meu corpo e eu pude, com certeza e sinceridade responder:

"Não me ensinou só isso. Ele também me ensinou a te amar."

Foi então que nasceu Jesus.

Se interrogarmos a Lázaro onde e quando nasceu Jesus, a sua resposta será:

Jesus nasceu em Betânia, na tarde em que me visitou o túmulo e ordenou-me:

"Lázaro! Levanta e vem para fora!"

Nesse momento, eu compreendi quem Ele era e Ele nasceu em mim.

Mas, o doutor da lei, Saulo, transformado em Paulo de Tarso, nos afirmará:

Jesus nasceu na estrada de Damasco, em pleno meio-dia, quando a luz que o envolvia me cegou e ouvi a Sua voz:

"Saulo, Saulo, por que me persegues?"

Foi aí que passei a enxergar um mundo novo e lhe disse:

"Senhor, o que queres que eu faça?"

A mulher samaritana, da cidade de Sicar, nos dirá que Jesus nasceu junto à fonte de Jacob, na tarde em que ela O encontrou e Ele lhe ofereceu a beber da água viva, que sacia toda a sede, pois vem do amor de Deus e santifica as criaturas.

Naquela tarde, Fotina descobriu que Jesus era o Filho de Deus e modificou a sua vida.

Finalmente, Maria de Nazaré, sorrindo, nos falará que Jesus nasceu quando Se escondeu das estrelas nas sombras da Terra.

Quando O segurou pela primeira vez nos braços e sentiu que ali se cumpria a promessa de um novo tempo. Aquele menino, enviado por Deus, vinha para ensinar aos homens, seus irmãos, a Lei maior do amor.

* * *

Se já te permites banhar pelas claridades do Evangelho, permite que Jesus nasça em teu coração.

Deixa que as vibrações Dele te cheguem ao Espírito e espalha o perfume da Sua presença, na senda por onde avanças na busca da vida.

Refaze, mentalmente, o caminho percorrido, desde que a sinfonia da Boa Nova te alcançou e propõe-te a viver a mensagem do Mestre que é o teu Modelo e Guia, Jesus.

Então, Ele finalmente nascerá em ti.


Redação do Momento Espírita com base em texto atribuído a Vinícius (Pedro de Camargo) e no verbete Natal, do livro Repositório de sabedoria, v. 2, pelo Espírito Joanna de Ângelis, psicografia de Divaldo Pereira Franco, ed. Leal.
Imagem relacionada
Resultado de imagem para que neste natal aquela magia
Imagem relacionada
Gif de natal

sábado, 15 de dezembro de 2018

Natal é...

Procure vc mesmo fazer o seu natal diário dentro do seu coração! nunca espere pelos outos! primeiro têm qui ser vc mesmo,pra vc,certo?! bjs
Natal é muito mais que enfeites, presentes, festas, luzes e comemorações...

Natal quer dizer nascimento, vida, crescimento...

E o Natal de Jesus tem um significado muito especial para o Mundo.

Geralmente não se comemora o nascimento de alguém que morreu há mais de dois milênios, a menos que esse nascimento tenha algo a nos ensinar.

Assim pensando, o Natal de Jesus deve ser meditado todos os dias, e vivido da melhor maneira possível.

Se assim é, devemos convir que Natal é muito mais do que preencher um cheque e fazer uma doação a alguém que necessita dessa ajuda.

É muito mais do que comprar uma cesta básica e entregar a uma família pobre...

É muito mais que a troca de presentes, tão costumeira nessa época.

É muito mais que reunir a família e cantar.

É muito mais que promover o jantar da empresa e reunir patrões e empregados em torno da mesma mesa.

A verdadeira comemoração do Natal de Jesus é a vivência de Seus ensinos no dia-a-dia.

É olhar nos olhos daqueles que convivem conosco e buscar entender, perdoar, envolver com carinho esses seres humanos que trilham a mesma estrada que nós.

É se deter diante de uma criança e prestar atenção no que os seus olhos dizem sem palavras...

É sentir compaixão do mais perverso criminoso, entendendo que ele é nosso irmão e que se faz violento porque desconhece a paz.

É preservar e respeitar a natureza que Deus nos concede, como meio de progresso, e fazer esforços reais para construir um mundo melhor.

O Natal é para ser vivido nos momentos em que tudo parece sucumbir...

Nas horas de enfermidades, nas horas em que somos traídos, que alguém nos calunia, que os amigos nos abandonam...

Tudo isso pode parecer estranho e você até pode pensar que essas coisas não têm nada a ver com o Natal.

No entanto, Jesus só veio à Terra para nos ensinar a viver, e não para ser lembrado de ano em ano, com práticas que não refletem maturidade, nem desejo sincero de aprender com Essa Estrela de primeira grandeza...

Ele viveu o amor a Deus e ao próximo...

Ele viveu o perdão...

Sofreu calúnias, abandono dos amigos, traição, injustiças variadas...

Dedicou Suas horas às almas sedentas de amor e conhecimento, não importando se eram ricos ou pobres, justos ou injustos, poderosos ou sem prestígio nenhum.

Sua vida foi o maior exemplo de grandeza e sabedoria.

Por ser sábio, Jesus jamais estabeleceu qualquer diferença entre os povos, não criou nenhum templo religioso, não instituiu rituais nem recomendou práticas exteriores para adorar a Deus ou como condição para conquistar a felicidade.

Ele falava das verdades que bem conhecia, das muitas moradas da Casa do Pai, da necessidade de adorar a Deus em Espírito e Verdade, e não aqui ou ali, desta ou daquela forma.

Falou que o Reino dos Céus não tem aparências exteriores, e não é um lugar a que chegaremos um dia, mas está na intimidade do ser, para ser conquistado na vivência diária.

E é esse reino de felicidade que precisa ser buscado, aprendido e vivido nos mínimos detalhes, em todos os minutos de nossa curta existência...

Bem, Natal é tudo isso...

É vida, e vida abundante...

É caminho e verdade...

É a porta...

É o Bom Pastor...

É o Mestre...

É o maior Amigo de todos nós.

Pense em tudo isso, e busque viver bem este Natal...


Equipe de Redação do Momento Espírita.

Gif
Pétalas Soltas
Gif
Imagem relacionada
Gif
O verdadeiro espirito do natal encontra-se presente em todas as Boas ações que fazemos durante nossa vida.
Gif
Que possamos aquecer os nossos corações com o clima de natal e transmitir esse amor a todos que nos rodeiam.
Gif
BLOG PARA QUEM AMA O CROCHÊ
Gif
Gif
RN POLITICA EM DIA: FLAUBERT TORQUATO: MENSAGEM DE NATAL.
Gif de natal

terça-feira, 11 de dezembro de 2018

A ilusão do Xeque

Resultado de imagem para mensagem de reflexão sobre orgulho
Conta-se que, há muito tempo, uma caravana voltava de uma viagem do distante reino de Tiepur, liderada pelo Xeque Hamal Saedah. 

Era quase certo que no dia seguinte o grupo alcançaria, antes do nascer da lua, os portões de Bagdá, encerrando a longa jornada. 


No entanto, Hamal Saedah demonstrava inquietação e nervosismo. 


Quando indagado sobre isso por um de seus servos, respondeu, diante de todos os homens do grupo: 


Nossa viagem está quase terminada, e estou certo que nada de grave, de importante ou de curioso acontecerá com nossa caravana. 


Depois de ligeira pausa, acrescentou desolado: 


É por isso que pesa sobre mim uma nuvem sombria de inquietações e de desgostos. 


Afinal, duas caravanas foram enviadas pelo nosso rei ao país de Tiepur, antes da nossa. 


A primeira, chefiada por Labid, enfrentou uma estranha aventura. 


Os caravaneiros encontraram alta noite, em pleno deserto, um guerreiro fantasma. 


A segunda caravana, dirigida por Zobeir Dayer, ao deixar o oásis de Amin, viu-se envolvida por uma imensa nuvem de grilos selvagens e agressivos. 


Um dos caravaneiros pereceu nessa prodigiosa luta e dois outros ficaram feridos. 


Labid e Zobeir, logo que regressaram, foram recebidos pelo rei. 


E cada um deles pôde narrar uma aventura emocionante que arrancou aplausos e felicitações do monarca. 


O que direi eu ao rei, quando regressarmos? 


Nada terei para contar. E isso, para mim, é uma grande humilhação. 


Ao romper da madrugada, Mojalek, um dos caravaneiros, despertou os demais, aos gritos, informando que o Xeque Hamal havia sido sequestrado. 


Segundo narrava Mojalek, três bandidos haviam lutado com o Xeque e, após dominá-lo, partiram a galope, levando-o. 


Formou-se um grupo de resgate, que saiu ao encalço dos bandidos, a fim de salvá-lo. 


Quando alcançados, no entanto, os bandidos não ofereceram resistência, fugiram como sombras, tomando rumo ignorado. 


O Xeque foi libertado com apenas um ferimento na cabeça e dois outros menores junto ao nariz. 


Não querias uma aventura? - indagou Mojalek - Pois agora, terás o que contar ao rei. 


No dia seguinte, porém, já em Bagdá, quando era esperado pelo rei, o Xeque foi novamente interpelado por Mojalek. 


Este lhe entregou um papel dizendo que, se realmente pretendia contar a aventura ao rei, deveria antes lhe pagar o que devia. 


Surpreso, o Xeque leu o que havia no papel: 


Pelo pagamento para três falsos sequestradores, 300 dinares; para o aluguel de quatro cavalos, 60 dinares; pelas cordas e mordaças, 20 dinares, e para guardar absoluto sigilo, 5.000 dinares. 


Envergonhado pela farsa ridícula em que se vira envolvido, o Xeque pagou o que lhe foi exigido, porém, jamais narrou a falsa aventura a quem quer que fosse. 


Tendo em vista seu equivocado desejo de ser considerado um grande herói e viver indescritíveis aventuras, foi explorado de modo vil por um daqueles que o deveria servir. 


* * * 

Não são raros aqueles que passam a vida esperando por um grande acontecimento, uma grande aventura. 


Deixam de cumprir pequenas, mas relevantes tarefas, porque se consideram destinados a feitos de maior importância. 


Assim, por orgulho, não se envolvem em trabalhos que consideram menores, e, por conseguinte, jamais estarão preparados para realizar grandes obras.



Redação do Momento Espírita, com base na obra O livro de Aladim, pág. 31/41, de Malba Tahan, ed.Record



Gif
Resultado de imagem para mensagem de reflexão sobre orgulho
Gif
Resultado de imagem para mensagem de reflexão sobre orgulho
Gif
Resultado de imagem para imagem reflexão
Gif
Resultado de imagem para mensagem de reflexão sobre orgulho
Gif
Resultado de imagem para reflexão
Gif
Resultado de imagem para mensagem de reflexão sobre orgulho
Gif
Imagem relacionada
Gif
Resultado de imagem para imagem reflexão
Gif
Resultado de imagem para imagem reflexão
Gif
Resultado de imagem para imagemreflexão
Gif
Resultado de imagem para reflexão
Gif
Resultado de imagem para reflexão
Gif
Resultado de imagem para reflexão
Gif
Resultado de imagem para reflexão
Gif
Tarde11
Gif Pucca e Garu