terça-feira, 19 de abril de 2016

Ao Levantar-se



Agradeça a Deus a bênção da vida, pela manhã. 

Se você não tem o hábito de orar, formule pensamentos de serenidade e otimismo, por alguns momentos, antes de retomar as próprias atividades. 

Levante-se com calma. 

Hoje será um excelente dia! - afirme ao espelho, sem medo, sorrindo. 

As palavras positivas têm maior poder do que imaginamos, e são capazes de transformar tudo, dentro, e depois fora. 

Se deve acordar alguém, use bondade e gentileza, reconhecendo que gritaria ou brincadeiras de mau gosto, não auxiliam em tempo algum. 

A primeira impressão que se tem ao acordar, é determinante para os momentos futuros. 

Quem gosta de acordar com susto, com ruídos incômodos, com tensão injustificada? 

Guarde para com tudo e para com todos, a disposição de cooperar para o bem. 

Antes de sair para a execução de suas tarefas, lembre-se de que é preciso abençoar a vida, para que a vida o abençoe. 

Considere o ato de levantar-se como uma conquista diária: mais uma oportunidade! Mais um dia! Em frente! 

Se a derrota já está no Espírito que não deseja sair da cama, dificilmente encontrará a tão sonhada vitória lá fora, no mundo. 

Se a má vontade já o absorve nos primeiros segundos de vigília, como conseguir sorrir mais tarde? 

Mesmo contra o mau humor crônico de alguns, você pode lutar, pode enfrentá-lo, modificá-lo. Basta uma atitude mental decidida, no sentido contrário. 

Compare o seu levantar-se diário ao nascer do sol, e espelhe-se nele, com seus raios fulgurantes irradiando luz e calor para todos os cantos. 

Espalhe a alvorada do coração para os que estão à sua volta também, pelo menos com um alegre: Bom dia! 

Ninguém resiste a um Bom dia recitado com vontade, com carinho, pois junto dele vêm as boas vibrações, os fluidos universais modificados para o bem, alcançando a alma feito lenitivo poderoso. 

Ninguém resiste a um abraço forte bem cedo, dizendo, sem palavras: Como é bom acordar e ver você ao meu lado! 

Não há quem resista a uma gentileza logo cedo: um café da manhã preparado com desvelo; um bilhete amoroso; uma flor ao lado da xícara de café... 

Não há quem resista a um sorriso, um carinho no rosto ao acordar, pois quando o amor alvorece tudo se transforma. Tudo que era noite vira manhã. 

Assim, ao levantar-se, erga também o coração, na direção do Amor Sublime, do Criador da Vida, e agradeça por mais um dia, único, indispensável e fascinante. 

2086.gif

Abrir os olhos... Puxar o ar com vontade... Vontade de quem quer viver. 

Os pulmões se enchem de manhã, os olhos de sol, e num bocejo profundo expiramos... E lá se vai a noite de nossa alma aprendiz. 

Não é mais um dia, não... É o único que temos... Pois o tempo é sempre presente (passado e futuro são invenções da memória e da esperança). 

Abrir os olhos... Puxar o ar com vontade... Vontade de quem quer viver, de quem quer "bem viver".


Redação do Momento Espírita com base no cap. 1, do livro Sinal verde, pelo Espírito André Luiz, psicografia de Francisco Cândido Xavier, ed. Cec.

513.gif

1602.gif
Noite abençoada e feliz!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar!
Adorei!
Com estima e apreço,
Myrna.