quarta-feira, 30 de abril de 2014

"A caridade jamais se acaba." - Paulo. (I CORÍNTIOS, 13:8.) ...."Permaneces no campo da experiência humana, em plena atividade transformadora. Todas as situações de que te envaideces, comumente, são apenas ângulos necessários mas instáveis de tua luta. A fortuna material, se não a fundamentas no trabalho edificante e continuo, é patrimônio inseguro. A família humana, sem laços de verdadeira afinidade espiritual, é ajuntamento de almas, em experimentação de fraternidade, da qual te afastarás, um dia, com extremas desilusões. A eminência diretiva, quando não solidificada em alicerces robustos de justiça e sabedoria, de trabalho e consagração ao bem, é antecâmara do desencanto. A posição social é sempre um jogo transitório. As emoções da esfera física, em sua maior parte, apagam-se como a chama duma vela. A mocidade do corpo denso é floração passageira. A fama e a popularidade costumam ser processos de tortura incessante. A tranquilidade mentirosa é introdução a tormentos morais. A festa desequilibrante é véspera de laborioso reparo. O abuso de qualquer natureza compele ao reajustamento apressado. Tudo, ao redor de teus passos, na vida exterior, é obscuro e problemático. O amor, porém, é a luz inextinguível. A caridade jamais se acaba. O bem que praticares, em algum lugar, é teu advogado em toda parte. Através do amor que nos eleva, o mundo se aprimora. Ama, pois, em Cristo, e alcançarás a glória eterna." (Emmanuel)




Foto: #casadosespiritos #livroespirita #espiritismo #kardec #instaespirita #robsonpinheiro #psicografia #mediunidade #medium #frases
Soledade


Os minutos passam céleres quando tudo transcorre em clima de paz e harmonia...

Olhamos ao redor e tudo está exultando de felicidade. Parece mesmo que a natureza está cantando a nossa alegria.

Os dias passam e nem nos apercebemos. Tudo é motivo de satisfação.

Todavia, não conseguimos prolongar eternamente esse estado d´alma.

Os momentos ridentes partem...

Advêm as noites sem estrelas...

As horas parecem intermináveis...

Lágrimas quentes brotam como cachoeiras, lavando-nos a alma por todas as lágrimas não vertidas.

Experimentamos a soledade, convivendo com muitos e nos sentindo sós.

As decepções roubam a nossa tranquilidade, e o desconsolo penetra a nossa alma aflita.

O vento forte da amargura sopra para longe os nossos sonhos acalentados...

Sentimo-nos como uma folha seca voando sem rumo, açoitada pelos rigores do vento gelado.

Esses são dias de testemunhos preciosos. São momentos em que devemos recordar a promessa do Pastor amorável: "Nunca estareis a sós".

E lembrando a promessa do Divino Pastor, que nunca abandona Suas ovelhas, recobremos o ânimo.

Firmemos os pés cansados e retomemos a marcha!

Alcemos o pensamento a Jesus e roguemos forças e coragem para não desfalecer.

A existência terrena é um desafio que merece ser vivido com entusiasmo.

Levantemo-nos com o dia, e renovemos nossos procedimentos e anelos.

Ergamo-nos com a primavera, florindo o roteiro de nossas lides com ações luminosas e duradouras.

Hoje é o nosso dia estuante.

Ajustemo-nos às responsabilidades que nos cabem, decididos, e não contemos decepções.

Esqueçamos as lesões em nossos sentimentos e retomemos a caminhada, sem demora.

Enxuguemos as lágrimas, pois elas nos impedem de ver as estrelas que já começam a faiscar, espancando as trevas.

Olhemos ao derredor... Há pessoas que sofrem. Ajudemo-­las a arrancar os espinhos cravados no peito.

E as nossas dores?

Já se foram.

Certamente, o Divino Amigo Jesus se encarregou delas.

*     *     *

Nunca te consideres em abandono, a sós, esquecido.

"Quando as dificuldades te advierem, compreende que estás sob avaliação para seres promovido."

Enfrentando enfermidade, incompreensão e solidão, reflete sobre o amor do Pai e alegra-te com a experiência de fixação de forças morais nos painéis da alma.

"Todo triunfo se assenta sobre as lutas ganhas e as dificuldades superadas.

A água deixa as impurezas, espremida nos poros das pedras pelas quais se coa.

Assim também são os mecanismos da evolução para conosco".



Redação do Momento Espírita com base no cap.1, do livro Momentos de harmonia, pelo Espírito Joanna de Ângelis, psicografado por Divaldo Pereira Franco, ed. Leal.



Foto: #casadosespiritos #livroespirita #espiritismo #kardec #instaespirita #robsonpinheiro #psicografia #mediunidade #medium #frases

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

terça-feira, 29 de abril de 2014

"Busque o reajuste e a simplicidade... Não é pela maldade que chegaremos à bondade. Acostume-se a tolerar e a desculpar, corrigindo em você mesmo aquilo que lhe desagrada nos outros... Ninguém precisa ferir, humilhar ou desesperar. Reajuste e simplifique. O Senhor fará o resto." ........"Aprenda a viver dentro das suas possibilidades. Buscar uma vida de aparências, fora da sua realidade, só o leva para um abismo sem volta. Construa a sua vida aos poucos, lutando a cada dia e extraindo da vida o que ela tem de melhor... a simplicidade!" (Chico Xavier)




Frases - Mensagens para Facebook
Vítimas das ilusões


Você se considera uma pessoa livre das armadilhas da ilusão?

Se a sua resposta foi sim, considere o seguinte:

Quando alguém julga infalível a sua razão, está bem perto do erro, pois geralmente nosso juízo é apressado, parcial e muito limitado.

Quando observamos a situação atual da nossa sociedade, podemos perceber que a grande maioria das pessoas está sob a influência de algum tipo de ilusão.

A ilusão da eterna beleza física, por exemplo, é quase generalizada.

Que digam os fabricantes de produtos criados com essa finalidade e os profissionais da área...

Chegou a tal ponto a preocupação com a beleza física, que jovens de 20 e poucos anos estão desesperados por causa das rugas que poderão aparecer no futuro...

A busca por produtos que evitem que as marcas de expressão se transformem em vincos na face, é assustadora.

Mas o tempo se encarregará pelo desgaste natural que surge com o passar dos anos, triunfando sobre a ilusão da eterna juventude do corpo.

Sem dúvida, é louvável a possibilidade que os avanços científicos propiciam para que as pessoas se sintam bem.

A medicina estética surge justamente para trazer bem-estar e aumentar a auto-estima, corrigindo este ou aquele problema físico.

Todavia, acreditar que os recursos da tecnologia vão nos tornar jovens no corpo físico para sempre, é triste ilusão.

Outra maneira de nos iludir é imaginar que um governo possa resolver todos os problemas de uma sociedade, de forma milagrosa, acreditando num discurso vazio e sem fundamentos lógicos e coerentes com a realidade.

O sabor da desilusão, nesses casos, pode ser amargo e trazer consequências desastrosas, gerando desânimo ou revolta no meio dos que se iludiram.

Aproveitando essa fragilidade dos indivíduos, de cair nas malhas da ilusão, o comércio tem sido lucrativo, vendendo disfarces no atacado e no varejo.

São cintos para disfarçar as gorduras, comprimindo-as para que a silhueta pareça mais delineada...

Sutiãs que simulam seios maiores, mais torneados...

Calças e meias com bumbuns postiços, e muito mais...

São iludidos... São ilusões...

Existem também pessoas que se iludem sobre seu próprio caráter. De tanto mentir acabam por acreditar nas mentiras que inventaram.

E, pior ainda, acreditam que os outros são tolos a ponto de não perceberem que mentem, e continuam jurando, até diante das câmeras, que dizem a verdade.

Existem pessoas visivelmente convencidas de que são donas da vontade alheia, tornando-se déspotas no lar ou no trabalho, iludidas de que terão para sempre seus reféns.

Há indivíduos que desejam ser eternamente dependentes de outros indivíduos, na tentativa de burlar as leis do progresso e permanecer infantis para sempre.

Meras ilusões...

Poderíamos trazer inúmeros outros exemplos, mas não é essa a intenção.

Desejamos tão-somente trazer à baila a questão das ilusões que cada vez mais estão presentes em nossas vidas.

No entanto, essa é uma questão que só será solucionada quando cada um quiser, pois é de foro íntimo e exige reflexão séria e isenta de prevenção.

E a prevenção, juntamente com a pretensão, é forte indício de ilusão, pois quem julga infalível a sua razão, está bem perto do erro.

É graças ao poder de iludir que têm certos indivíduos, e à propensão para se deixar iludir de outros tantos, que a vida toma rumos perigosos e conduz a destinos incertos.

Vale a pena pensar um pouco mais sobre essa questão.

Buscar refletir sobre os caminhos que escolhemos e observar a direção que tomamos.

Retirar do olhar o véu das ilusões e seguir a passos firmes na direção da felicidade sem disfarces e sem fantasias.

Na direção da felicidade efetiva, que só a realidade pode nos oferecer.

Pensemos nisso!

 

Texto da Equipe de Redação do Momento Espírita.


Frases - Mensagens para Facebook

segunda-feira, 28 de abril de 2014

"Cada pessoa renasce na soma do que já fez...A melhora de tudo para todos começa na melhora de cada um..Quem perdeu a própria fé, nada mais tem a perder...A vida por fora de nós é a imagem daquilo que somos por dentro...Não sobrecarregues os teus dias com preocupações desnecessárias, a fim de que não percas a oportunidade de viver com alegria...Hoje – plantação, segundo a nossa vontade. Amanhã – seara, conforme a lei...Não te lastimes quando as circunstâncias te exigirem essa ou aquela mudança, isso é sinal de que a vida te favorece a renovação." (Emmanuel)



Foto: Gostou? Curta, Compartilhe e Recomende que nós agradecemos!
www.facebook.com/gotasdepaz.mensagens
www.gotasdepaz.com.br
Ser feliz é uma decisão


Uma senhora de 92 anos, delicada, bem vestida, com o cabelo bem penteado e um semblante calmo, precisou se mudar para uma casa de repouso.

Seu marido havia falecido recentemente e a mudança se fez necessária, pois ela era deficiente visual e não havia quem pudesse ampará-la em seu lar.

Uma neta dedicada a acompanhou.

Após algum tempo aguardando pacientemente na sala de espera, a enfermeira veio avisá-las que o quarto estava pronto.

Enquanto caminhavam, lentamente, até o elevador, a neta, que já havia vistoriado os aposentos, fez-lhe uma descrição visual de seu pequeno quarto, incluindo as flores na cortina da janela.

A senhora sorriu docemente e disse com entusiasmo:

Eu adorei!

Mas a senhora nem viu o quarto... Observou a enfermeira.

Ela não a deixou continuar e acrescentou:

A felicidade é algo que você decide antes da hora.

Se eu vou gostar do meu quarto ou não, não depende de como os móveis estão arranjados, e sim de como eu os arranjo em minha mente.

E eu já me decidi gostar dele...

E continuou é uma decisão que tomo a cada manhã quando acordo. Eu tenho uma escolha, posso passar o dia na cama remoendo as dificuldades que tenho com as partes de meu corpo que não funcionam há muito tempo, ou posso sair da cama e ser grata por mais esse dia.

Cada dia é um presente, e meus olhos se abrem para o novo dia das memórias felizes que armazenei...

A velhice é como uma conta no banco, minha filha... De onde você só retira o que colocou antes.

A lição de uma pessoa idosa e sem a visão dos olhos físicos é de grande profundidade e contém ensinamentos valiosos.

E o primeiro deles é que a felicidade é uma decisão pessoal.

Depende mais da nossa disposição mental do que das circunstâncias que nos rodeiam.

Cada pessoa tem, na intimidade, o potencial de armazenar as belezas que deseja ver em sua tela mental, ainda que ao seu redor a paisagem seja deprimente.

Para isso é preciso construir um mundo de felicidade nesse banco de lembranças que Deus ofereceu a cada um de seus filhos.

E quando se constrói um mundo de paz e felicidade, portas à dentro da alma, é possível compartilhar essa realidade com aqueles que nos cercam.

Assim é que se não temos em nossa vida os enfeites que desejamos, arranjemos tudo isso em nossa mente. É uma forma de ver as coisas com olhar positivo e otimista.

Além disso, como toda criação começa na mente, é bem possível que venhamos a concretizar esse sonho alimentado na alma.

Se você ainda não havia pensado nessa possibilidade, pense agora.

Comece, sem demora, a depositar felicidade na conta do banco das suas lembranças, para poder resgatar sempre que desejar.

Pense nisso!

Se você abrir a janela, pela manhã, e seus olhos físicos puderem ver apenas paisagens deprimentes, abra as janelas da alma e contemple um jardim em flor.

Respire fundo e sinta o perfume de jasmim, de rosas e cravos, ouça o canto dos pássaros que voam, ligeiros, pelo ar.

Perceba a brisa acariciando seu rosto, e curta a melodia dos grilos e cigarras que cantam para alegrar suas horas.

Decida ser feliz, ainda que seja uma felicidade que só você pode sentir.

E, lembre-se sempre: a felicidade não depende de como as coisas estão arranjadas, mas de como você as arranja na sua mente.



Equipe de Redação do Momento Espírita, com base na história da Sra. Maurine Jones, contada por Cheri Pape disponível no site: http://www.soberrecovery.com/forums/showthread-9941.html

 
Foto: Gostou? Curta, Compartilhe e Recomende que nós agradecemos!
www.facebook.com/gotasdepaz.mensagens
www.gotasdepaz.com.br

Foto: Gostou? Curta, Compartilhe e Recomende que nós agradecemos!
www.facebook.com/gotasdepaz.mensagens
www.gotasdepaz.com.br

Foto: Gostou? Curta, Compartilhe e Recomende que nós agradecemos!
www.facebook.com/gotasdepaz.mensagens
www.gotasdepaz.com.br

Foto: O destino decide quem entra em nossas vidas. 
Nossas atitudes decidem quem permanece! Boa Tarde!

Foto: A esperança nos faz resistir às decepções que as pessoas nos presenteiam por serem imperfeitas ou maldosas. Boa tarde!

domingo, 27 de abril de 2014

"Confie em Deus e em você mesmo para dirigir-se, mas entenda que você, por enquanto, ainda é um ser humano, sem ser um anjo. Exercite auto-aceitação, a fim de não se marginalizar nas idealizações negativas. Não chore sem consolo sobre as experiências que se lhe fazem necessárias, porque a lamentação repetida conduz simplesmente à solidão e a solidão, mesmo brilhante significa inutilidade e vazio. Se você caiu em algum erro e consegue saber disso, já possue também discernimento bastante para retificar-se. Guarde a lição do passado sem transportar consigo a embalagem dos problemas de que você a extraiu. Compreendamos os outros nas lutas deles para sermos compreendidos em nossas dificuldades. O tempo é um mercado de oportunidades constantes na construção que podemos aproveitar, quanto e quando quisermos. Se você espera progresso e milagres em seu caminho não pare de trabalhar. Garantindo saúde e paz, equilíbrio e segurança em favor da própria vida, aceite os outros tais quais são, sem alimentar inveja ou ressentimento.Recorde os talentos que lhe enriquecem a personalidade e as bênçãos que lhe valorizam a existência e lembre-se que todo dia é momento de estender a prática do bem, esquecer o mal, aprender sempre mais e fazer o melhor." (André Luiz)



Bom Dia Felicidade é quando o que você pensa, o que você diz e o que você faz estão em harmonia. (Mahatma Gandhi)
Máscaras

 
Será que nosso comportamento é sempre o mesmo diante das pessoas que convivem conosco no lar e com aquelas que convivemos vez que outra?

Os fatos nos demonstram que assim não é.

Mas a quem enganamos, então?

Aos familiares ou aos outros?

Ou será que enganamos a nós mesmos?

A maioria de nós tem um comportamento diferente diante de pessoas diferentes. É o chamado departamento de marketing.

Assim, considerando que o inter-relacionamento pessoal é uma arte de dissimular sentimentos, afivelamos a máscara correspondente a cada momento e variamos conforme as circunstâncias, ocasiões e pessoas com as quais nos comunicamos.

Se queremos parecer bem para a pessoa com quem nos relacionamos, usamos a nossa aparência agradável.

Vendemos uma imagem nem sempre verdadeira. Dissimulamos sentimentos e simulamos um comportamento de acordo com a imagem que queremos passar.

Dessa forma, estamos prejudicando a nós mesmos, gerando conflitos íntimos, fazendo esforços para parecer quem na realidade não somos.

Se quisermos descobrir quem somos de fato, basta que nos observemos no trato com os familiares. Em casa é que normalmente somos verdadeiros.

É comum ouvirmos elogios a pessoas que convivem conosco, por parte de amigos, que só as encontram de vez em quando.

Nós, por nossa vez, costumamos pensar: quem não conhece, que compre!

Essa pessoa, querendo parecer bem, afivela a máscara da afabilidade, da doçura, e vende uma imagem falsa.

Homens gentis, patrões educados, costumam ser pais déspotas, irados ou mudos junto aos familiares.

Mulheres caridosas, exemplos de polidez, não raras vezes se mostram mães indiferentes, esposas nervosas, sem consciência de que quem realmente tem o direito ao afeto, são os próximos mais próximos, que se encontram sob o mesmo teto.

Jovens sorridentes, que se desdobram em gentilezas com os amigos, tornam-se verdadeiras feras, portas adentro do lar, no convívio com pais e irmãos.

A quem pensamos enganar?

Será que a vida é um eterno baile de máscaras?

E quando a nossa consciência nos cobrar fidelidade entre o pensar e o agir?

Um dia teremos que nos despojar de todas as máscaras e nos mostrar tal qual somos, sem dissimulações.

Por esse motivo, vale a pena começar sem demora a luta por sermos verdadeiros, fazendo com que cada vez que coloquemos a máscara da bondade, ela possa deixar em nós marcas de bondade.

Quando usarmos a máscara da gentileza, nos deixemos influenciar por ela; quando a da fidelidade, deixemo-nos impregnar, até que, quando menos esperarmos já estaremos sendo verdadeiros, mudando a nossa paisagem íntima de forma definitiva.

Você sabia?

Que estamos sempre sendo observados por uma nuvem de testemunhas?

E que essas testemunhas são os Espíritos sem o corpo físico?

Eles nos observam e notam nosso comportamento onde quer que estejamos.

E você sabia que ao retornarmos à pátria verdadeira, que é o mundo dos Espíritos, não poderemos mais esconder nossos pensamentos como fazemos no plano físico?

 

Equipe de Redação do Momento Espírita.



Bom Domingo!



Quem controla as suas palavras é sábio e quem mantém a calma mostra que é inteligente. Pv 17:27 Bom Domingo!!

sábado, 26 de abril de 2014

"Não desanimes. Persiste mais um tanto. Não cultives o pessimismo. Centraliza-te no bem a fazer. Esquece as sugestões do medo destrutivo. Segue adiante, mesmo varando a sombra dos próprios erros. Avança ainda que seja pôr entre lágrimas. Trabalha constantemente. Edifica sempre. Não consintas que o gelo do desencanto te entorpeça o coração. Não te impressiones à dificuldade. Convence-te de que a vitória espiritual é construção para o dia a dia. Não desistas da paciência. Não creias em realização sem esforço. Silêncio para a injúria. Olvido para o mal. Perdão às ofensas. Recorda que os agressores são doentes. Não permitas que os irmãos desequilibrados te destruam o trabalho ou te apaguem a esperança. Não menosprezes o dever que a consciência te impõe. Se te enganaste em algum trecho do caminho, reajusta a própria visão e procura o rumo certo. Não contes vantagens nem fracassos. Estuda buscando aprender. Não se voltes contra ninguém. Não dramatizes provações ou problemas. Conserva o hábito da oração para que se te faça luz na vida íntima. Resguarda-te em Deus e persevera no trabalho que Deus te confiou. Ama sempre, fazendo pelos outros o melhor que possas realizar. Age auxiliando. Serve sem apego... E assim vencerás!!! (Emmanuel)




Boa tarde! Quando pelos anos não consigas correr, trota. Quando não possas trotar, caminha. Quando não possas caminhar, usa bengala. Mas nunca te...
Apenas um lembrete...


Lembre-se que você é um Espírito imortal vivendo breve experiência num corpo físico.

Lembre-se que seu corpo é feito de matéria e, como tal, sofre o desgaste natural como tudo o que é matéria. Mas esse desgaste não atinge o Espírito.

Assim, quando você perceber que a sua pele está enrugando, lembre-se de que esse é um fenômeno que não alcança o Espírito.

Enquanto a sua pele enruga, seu Espírito pode ficar ainda mais radiante e mais iluminado.

Você não pode deter os segundos, nem evitar que se transformem em anos.

Não pode impedir que o seu cabelo caia ou se torne branco, mas isso não deve ser motivo para levar embora a vitalidade da sua alma imortal.

Sua esperança jamais poderá estar atrelada a sua forma física, pois o ser pensante que você é, é o mais importante e sobreviverá por toda a eternidade.

Sua força e sua vitalidade independem da sua idade.

Seu Espírito é o agente capaz de espanar a poeira do tempo.

Lembre-se de que você não é um corpo que tem um Espírito, é um Espírito temporariamente vivendo num corpo físico.

Chegará o dia que você encontrará uma linha de chegada, e perceberá que logo à frente há outra linha de partida...

A vida é feita de idas e vindas... Partidas e chegadas.

Um dia você terá que abandonar esse corpo, mas jamais abandonará a vida...

Cada dia é uma oportunidade de viver, e viver bem.

Se acontecer de cometer um engano, não detenha o passo, siga em frente pois logo adiante encontrará outro desafio...

A vida é feita de desafios... Vencemos a uns, somos vencidos por outros, mas não podemos deter o passo.

E o maior de todos os desafios é vencer a si mesmo, usando a razão para não se deixar dominar por vícios e prazeres excessivos e prejudiciais.

Importante é não perder tempo vivendo de lembranças amargas e fotografias pela metade, amarelas e empoeiradas...

O dia mais importante é o dia de hoje... E hoje você tem a oportunidade de reescrever a sua história... Conhecer novas paisagens... Colecionar imagens de cores vivas.

Lembre-se sempre que você é um Espírito feito de luz, e a luz sempre pode suplantar as trevas... Por mais densas que sejam.

O importante é que jamais detenha o passo...

Se as forças físicas não lhe permitem mais correr como antes, ande depressa.

Se algo lhe impedir de andar depressa, caminhe lentamente, mas siga em frente.

E se, por algum motivo, não puder mais caminhar sem apoio, use bengalas, muletas, cadeira de rodas. Mas vá em frente...

E se, um dia, você não puder mais movimentar seu corpo para continuar andando, voe com o pensamento.

Seu pensamento nada e ninguém poderá deter.

Você é livre para pensar, para aprender, para alcançar os céus em busca de esperança e paz.

O essencial é que você não pare nunca...

Deus não criou você para a derrota. Deus criou você para a vitória, para a felicidade plena. E essa conquista é a parte que lhe cabe.

Este é apenas um lembrete, pois, um dia, um Sublime Alguém já nos disse tudo isso e nós esquecemos.

Esquecemos que Ele saiu do corpo, mas jamais saiu da vida...

O Seu suave convite ainda paira no ar: Quem quiser vir após Mim, tome a sua cruz, negue-se a si mesmo, e siga-Me.

Esquecemos que Ele afirmou com convicção e firmeza: Nenhuma das ovelhas que o Pai Me confiou se perderá.

Eu sou uma de Suas ovelhas e você também é. Não importa a que religião você pertença. Não importa a que religião eu pertença.

Somos as ovelhas que o Criador confiou ao Sublime Pastor da Galiléia, para que Ele nos ensine o caminho que nos conduzirá à felicidade plena.

 
*     *     *

Este é apenas um lembrete... Que você pode até desconsiderar...

Mas uma coisa é certa: você não deixará de existir, como Espírito imortal que é, e não evitará os percalços e as lições da caminhada, porque você, você é filho da Inteligência Suprema do Universo...

Pense nisso!



Redação do Momento Espírita. Disponível no CD Momento Espírita, v. 11, ed. Fep



 
 
Frases - Mensagens para Facebook




Frases - Mensagens para Facebook


 

 

sexta-feira, 25 de abril de 2014

"Para quem deseja realmente auxiliar a Divina Providência revela os meios de fazê-lo,com base na consciência tranquila." (Emmanuel)




Bom dia! Uma linda sexta-feira pra você!
Fazendo o que todos fazem


 
Há algum tempo, um programa televisivo dramatizou uma das questões que, com certeza, muito preocupa a todos nós: a violência.

A história girava em torno da vida de uma assistente social devotada à recuperação de jovens delinquentes.

Defensora dos direitos de tais criaturas, trazia sempre nos lábios frases de ponderação, mesmo face à descrição de crimes terríveis cometidos pelos jovens.

Até o dia em que foi surpreendida, em seu próprio lar, pela invasão de um garoto que, armado com um revólver, a subjugou e, durante horas, a manteve prisioneira.

Nesse período, despejou a sua raiva em gestos e palavras, levando a profissional à exasperação.

Depois de exaustivas horas de ameaças e agressivas atitudes, ela conseguiu tomar de uma arma e a apontou na direção do seu agressor.

Nesse instante, o povo opinou e decidiu, ante três alternativas, qual deveria ser o desfecho do drama: perdoar, entregar o delinquente à lei ou vingar-se.

De forma maciça, as pessoas optaram pela última alternativa. E então, como é o povo que decide nesse programa, o jovem foi abatido com um tiro no peito.

Ante o seu conflito, ao perceber o que fizera, a senhora teve amenizado o seu arrependimento por um amigo que afirmou: "Você não fez nada além do que qualquer outro faria, em seu lugar. Afinal, ele não passava de um criminoso."

O que nos surpreendeu foi justamente a votação das pessoas, optando pela vingança, ou seja, pela sumária execução do delinquente.

Será de nos surpreendermos que a violência abunde no Mundo, quando nós mesmos trazemos a informação e a predisposição à agressão, à destruição?

E se fosse o nosso filho o agressor, teríamos a mesma disposição?

Compete-nos pensar um tanto mais a respeito das delicadas questões da vida e do que nos prescreve o Evangelho, como salutar medida.

Recordar que Jesus perdoou os Seus algozes. Ele, cujo poder poderia ter destruído os agressores, rogou ao Pai pelos inconsequentes.

Pensar o quanto erramos, dilapidando a Lei Divina e, contudo, nosso Pai não nos extermina.

Concede-nos a reencarnação, a outra chance, para a emenda.

Permite-nos retificar os atos e nos recuperarmos.

Como podemos agir de forma diversa?

Caridade para com os criminosos é o que dita o Evangelho.

Segregação do convívio social, pelo grau de periculosidade, reeducação de hábitos, trabalho para o reajustamento, a par das coisas básicas de que necessita o homem, nesta vida: alimento, escola, lar, saúde.

Eis a fórmula para erradicar a violência da Terra e do coração do homem.

*      *      *

O criminoso é um doente, digno de piedade.

Ele também é nosso próximo, como o melhor dos homens.

Sua alma, transviada e revoltada, foi criada, como a nossa, para se aperfeiçoar.

Podemos ajudar a tais criaturas com a oração, rogando a Deus que assista a esses Espíritos pelo tempo que ainda hajam de passar na Terra.

 
Redação do Momento Espírita com base no item 14, do cap. XI de O evangelho segundo o espiritismo, de Allan Kardec, ed. Feb.



Fim de Semana

quinta-feira, 24 de abril de 2014

"Lembre-se de que você mesmo é: o melhor secretário de sua tarefa; o mais eficiente propagandista de seus ideais; a mais clara demonstração de seus princípios; o mais alto padrão do ensino superior que seu espírito abraça e a mensagem viva das elevadas noções que você transmite aos outros. Não se esqueça, igualmente, de que: o maior inimigo de suas realizações mais nobres, a completa ou incompleta negação do idealismo sublime que você apregoa; a nota discordante da sinfonia do bem que pretende executar; o arquiteto de suas aflições e o destruidor de suas oportunidades de elevação - é você mesmo." (André Luiz)



Foto: Gostou? Curta, Compartilhe e Recomende que nós agradecemos.
www.facebook.com/gotasdepaz.mensagens
www.gotasdepaz.com.br
Você nasceu para ser vencedor


Incessantemente, busque a sua identidade real, isto é, descubra-se, para o seu próprio bem. Em qualquer circunstância, mantenha-se você mesmo.

Não se apresente superior ao que é, nem se subestime, a ponto de parecer o que não seja. Ser autêntico é forma de adquirir dignidade.

Quem hoje triunfa, começou a batalha antes.

Quem está combatendo, alcançará a vitória logo mais.

Você nasceu para ser vencedor.

Um vencedor é sempre parte da resposta.

Um perdedor é sempre parte de um problema.

Um vencedor sempre tem um programa.

Um perdedor sempre tem uma desculpa.

Um vencedor diz: Deixe-me ajudá-lo.

Um perdedor diz: Não é minha obrigação!

Um vencedor enxerga uma reposta para cada problema.

Um perdedor enxerga um problema para cada resposta.

Um vencedor diz: Pode ser difícil, mas é possível.

Um perdedor diz: Pode ser possível, mas é difícil.

Rudyard Kipling, também criador do personagem Tarzan, escreveu com grande lucidez, o poema que denominou Se...,e diz o seguinte:

Se és capaz de manter a tua calma quando todo mundo ao redor já a perdeu e te culpa;

De crer em ti quando estão todos duvidando e para esses, no entanto, achares uma desculpa;

Se és capaz de esperar sem te desesperares, ou, enganado, não mentir ao mentiroso;

Ou, sendo odiado, sempre do ódio te esquivares;

E não parecer bom demais, nem pretencioso.

Se és capaz de pensar - sem que a isso só te atires;

De sonhar - sem fazer dos sonhos teus senhores;

Se encontrando a derrota e o triunfo, conseguires tratar da mesma forma a esses dois impostores;

Se és capaz de sofrer a dor de ver mudadas em armadilhas as verdades que dissestes, e as coisas, por que deste a vida, estraçalhadas, e refazê-las com o bem pouco que te reste;

Se és capaz de arriscar numa única parada tudo quanto ganhaste em toda a tua vida e perder, e, ao perder, sem nunca dizer nada, resignado, tornar ao ponto de partida;

De forçar coração, nervos, músculos, tudo e dar seja o que for que neles ainda existe, e a persistir assim quando, exausto, contudo resta a vontade em ti, que ainda te ordena: Persiste!

Se és capaz de, entre a plebe não te corromperes. Rntre reis, não perder a naturalidade, e de amigos, quer bons, quer maus, te defenderes;

Se a todos podes ser de alguma utilidade; e se és capaz de dar segundo por segundo, ao minuto fatal todo teu valor e brilho;

Tua é a Terra com tudo que existe no mundo, e - o que ainda é muito mais - és um homem, meu filho!
 
*     *     *

Seja amigo da verdade, sem a transformar numa arma de destruição ou de ofensa.

O vencedor comete erros e diz: Eu estava errado. O perdedor diz: Não foi minha culpa.

Guie-se sempre pela decisão que produza menor soma de prejuízos a você mesmo e ao seu próximo.

O vencedor transpõe o problema. O perdedor dá voltas ao redor do problema.

Você não é um observador distante da vida.

Você está na condição de membro do organismo universal, investido de tarefas e responsabilidades, de cujo desempenho resultarão a ordem e o sucesso de muitas coisas.

O vencedor trabalha mais arduamente que o perdedor e tem mais tempo.

O perdedor está sempre muito ocupado, talvez evitando o fracasso...

Considere-se pessoa valiosa no conjunto da Criação, tornando-se cada dia mais atuante na obra do Pai e fazendo-a melhor conhecida e mais considerada.

Você é herdeiro de Deus, e o Universo, de alguma forma, também lhe pertence.

Cada dia vencido são vinte e quatro horas que você ganhou.



Redação do Momento Espírita, com transcrição do poema Se... , de Rudyard Kipling, tradução de Guilherme de Almeida, do livro Um presente especial, de Roger Patrón Luján, ed. Aquariana.

 

Foto: Gostou? Curta, Compartilhe e Recomende que nós agradecemos!
www.facebook.com/gotasdepaz.mensagens
www.gotasdepaz.com.br
 
Foto: Gostou? Curta, Compartilhe e Recomende que nós agradecemos.
www.facebook.com/gotasdepaz.mensagens
www.gotasdepaz.com.br
 
Foto
 
Foto
 
Foto
 
Ufa a semana está acabando, te desejo uma ótima quinta-feira
 
Bom dia Que a felicidade permaneça com você em todos os minutos dessa quinta-feira!

quarta-feira, 23 de abril de 2014

"Senhor! Ante as ofensas que, porventura, me firam, auxilia-me a lembrar quantas vezes já recebi o perdão alheio, diante de minhas próprias faltas. Senhor! Deixa-me perceber quanto tenho incomodado aos outros com os meus erros, para que os prováveis erros dos outros não me façam desanimar." (André Luiz)


 
Foto
Os sentimentos do outro
 

Sam Douglas costumava dizer à esposa que, ao seu ver, ela passava muito tempo trabalhando no jardim, arrancando ervas daninhas, pondo fertilizantes, cortando o gramado duas vezes por semana...

Ele alegava que, apesar de seus esforços, o jardim continuava o mesmo de quando haviam mudado para aquela casa 4 anos atrás.

Naturalmente, ela se sentia magoada com essas observações e, cada vez que ele voltava a fazê-las, a noite para ela estava arruinada, assim como rompia o equilíbrio do relacionamento de ambos.

Depois de muito tempo, após algumas reflexões, o Sr. Douglas compreendeu como tinha sido tolo durante aqueles anos.

Nunca lhe ocorrera que dava prazer à esposa trabalhar daquela maneira e, por certo, apreciaria um elogio por seu empenho e dedicação.

Certo dia, a esposa disse que iria arrancar algumas ervas e convidou-o para acompanhá-lo ao jardim.

A princípio ele recusou mas, depois de pensar melhor, saiu e começou a ajudá-la.

A esposa ficou visivelmente feliz e juntos passaram uma hora trabalhando duro e entabulando conversa agradável.

A partir de então, ele passou a ajudá-la na jardinagem. Fazia-lhe elogios sobre seu trabalho, pois o jardim andava bonito de se olhar.

Resultado: uma vida mais feliz para ambos, porque ele aprendera a ver as coisas a partir do ponto de vista dela, ainda que o assunto fosse unicamente ervas daninhas.

O que se construía ali, naqueles momentos, era muito mais do que um belo jardim. Construía-se uma relação de entendimento, de empatia e respeito entre ambos.

*     *     *

Muitas vezes nosso olhar sobre o outro, sobre suas atividades e sentimentos, é extremamente superficial.

O egoísmo em nós ainda cega para as necessidades do outro, e isso, num relacionamento a dois, é fator preponderante para o fracasso.

Necessário que deixemos as cavernas de nossas preocupações pessoais para conhecer outras moradias, nos aproximando do outro.

Nesse caminho sempre seremos presenteados com o sol do dia, que nos fará enxergar a vida e o próximo de forma muito mais nítida.

O que para um pode não ter importância ou significado, para o outro poderá ser fundamental.

Considerar isso é um exercício necessário, que deve ser realizado com constância e interesse.

A empatia é a sábia comandante dessa proposta elevada, que nos convida a perceber o outro e suas razões através de um novo ponto de vista, de uma nova perspectiva.

Ela nos ajuda a ser menos implacáveis nos julgamentos e condenações que fazemos.

Ela nos ajuda a compreender e a desenvolver a compaixão, evitando que a raiva e a vingança tomem o leme de nossa existência.

Ela nos faz entender que as ideias e sentimentos das outras pessoas são tão importantes quanto os nossos.

Ela nos ajuda a amar o ser amado...



Redação do Momento Espírita, com base no cap. 8, pt. III, do livro Como fazer amigos e influenciar pessoas, de Dale Carnegie, ed. Cia. Editora Nacional.



Foto

Foto

Foto

 

terça-feira, 22 de abril de 2014

"Lembra-te de que falando ou silenciando, sempre é possível fazer algum bem." (Chico Xavier)


 
Foto
Palavras

"Da mesma boca procede bênção e maldição." - (TIAGO, 3:10.)
 

Nunca te arrependerás:

De haver ouvido cem frases, pronunciando simplesmente uma ou outra pequena observação.

De evitar o comentário alusivo ao mal, qualquer que seja.

De calar a explosão de cólera.

De preferir o silêncio nos instantes de irritação.

De renunciar aos palpites levianos nas menores controvérsias.

De não opinar em problemas que te não dizem respeito.

De esquivar-te a promessas que não poderias cumprir.

De meditar muitas horas sem abrir os lábios.

De apenas sorrir sempre que visitado pela desilusão ou pela amargura.

De fugir a reclamações de qualquer natureza.

De estimular o bem sob todos os prismas.

De pronunciar palavras de perdão e bondade.

De explanar sobre o otimismo, a fé e a esperança.

De exaltar a confiança no Céu.

De ensinar o que seja útil, verdadeiro e santificante.

De prestar informações que ajudem aos outros.

De exprimir bons pensamentos.

De formular apelos à fraternidade e à concórdia.

De demonstrar benevolência e compreensão.

De fortalecer o trabalho e a educação, a justiça e o dever, a paz e o bem, ainda mesmo com sacrifício do próprio coração.

Examina o sentido, o modo e a direção de tuas palavras, antes de pronunciá-las.

Da mesma boca procede bênção ou maldição para o caminho.



XAVIER, Francisco Cândido. Vinha de Luz. Pelo Espírito Emmanuel. 14.ed. Rio de Janeiro, RJ: FEB, 1996. Capítulo 179.


 
Foto
 

segunda-feira, 21 de abril de 2014

"Em qualquer situação desagradável, o problema não será condenar e sim compreender. Não basta, entretanto, unicamente compreender. É preciso aceitar a realidade e fazer o melhor." (Emmanuel)


Tenha uma bela tarde!
Onde a felicidade mora?


Você sabe onde mora a felicidade?

Sim, se você deseja encontrar a felicidade, primeiro é preciso saber onde ela mora.

Talvez você nunca tenha pensado nisso, mas a felicidade pode ser encontrada em vários lugares e revestida das mais variadas formas.

No entanto, é preciso procurar com sabedoria, para não seguir falsos guias ou falsas trilhas.

Muitas vezes o prazer tem acenado para as pessoas que estão em busca da felicidade, mas logo ele se vai, deixando rastros confusos e um forte sabor de amargura.

Outras vezes a riqueza se diz proprietária da felicidade, mas nem sempre consegue aprisionar essa fugitiva, que logo se vai, deixando uma sensação de vazio naqueles que acreditam em suas falsas promessas.

Não raro, o poder, travestido de orgulho, se coloca como único mensageiro da felicidade, iludindo aqueles que caem em suas malhas cruéis.

Sem escrúpulos, a ambição desmedida tem se apresentado como guia capaz de conduzir os interessados à morada da felicidade, mas, tão logo suas vítimas abrem os olhos, já estão bem distantes do seu objetivo.

D’outras vezes, a juventude, de combinação com a beleza física, arrebata criaturas descuidadas que estão em busca da felicidade, para logo mais abandoná-las, sem rumo e sem esperança, na estrada da desilusão.

Talvez seja por isso que a felicidade é o tesouro mais procurado e mais dificilmente encontrado.

E você sabe por quê? Porque o homem a tem buscado em coisas exteriores, situações passageiras ou em outras pessoas.

Com efeito, nem a riqueza, nem o poder, nem a florida juventude, nem mesmo todas essas condições tão desejadas reunidas são condições essenciais à felicidade...

Isso se pode constatar porque incessantemente se ouvem, no seio das classes mais abastadas, pessoas de todas as idades se queixarem amargamente da situação em que se encontram.

Quem deseja, sinceramente, ser feliz, sabe que a felicidade independe de valores externos, mas é a somatória de vários fatores internos, como o dever cumprido, a consciência tranquila, a serenidade da alma.

Ao contrário do que se pensa, a felicidade não é ausência de sofrimento, de dor, de obstáculos no caminho, mas é o estado d’alma que o ser conquista, apesar de todos os desafios naturais da caminhada evolutiva.

Todos os grandes líderes da humanidade lutaram até atingir sua meta: alcançar a felicidade possível, neste planeta de provas e expiações.

Buda renunciou a todo conforto principesco para conquistar a iluminação.

Maomé sofreu perseguições e permaneceu invencível até alcançar sua meta.

Gandhi foi preso inúmeras vezes, sem reagir, fiel aos planos de não-violência e da liberdade para seu povo.

E Jesus preferiu a cruz infamante à mudar seu comportamento baseado no amor.

Como se pode perceber, a felicidade de cada indivíduo depende da fidelidade que cada um tem para consigo mesmo e para com as metas que estabeleceu para alcançá-la.

Assim sendo, a felicidade encontra morada onde quer que exista alguém disposto a lhe dar guarida.

Pode ser num casebre ou numa mansão, num leito de dor ou num jardim de alegrias, o importante é saber senti-la e saber cultivá-la.

E você? Gostaria de plantar nos jardins secretos da sua alma, as sementes de felicidade?

Pense nisso!

"Na terra, a felicidade somente é possível quando alguém se esquece de si mesmo para pensar e fazer tudo que lhe seja possível em favor do seu próximo."

Pense nisso!



Equipe de Redação do Momento Espírita, com base no livro Momentos de Alegria, cap. 1, ed. Leal, e pensamento do livro Repositório de Sabedoria, vol I, ed. Leal verbete felicidade.



Tenha um bom feriado!

domingo, 20 de abril de 2014

"Cada dia que amanhece assemelha-se a uma página em branco, na qual gravamos os nossos pensamentos, ações e atitudes. Na essência, cada dia é a preparação de nosso próprio amanhã." (Chico Xavier)


 
Foto: Curta, Compartilhe e Recomende que nós agradecemos...
www.facebook.com/gotasdepaz.mensagens
www.gotasdepaz.com.br
Tudo é transitório
 


Um redator de importante revista nacional escreveu, em um de seus artigos, algo que nos levou a reflexões a respeito da vida que levamos.

Escreveu ele que pode até não ser verdade. Talvez a História não comprove o fato, contudo, é uma excelente ideia.

Na Roma antiga, quando um general voltava de uma campanha vitoriosa no estrangeiro, fazia-se uma grande procissão pela cidade.

O povo saía às ruas para assistir o desfile triunfal do comandante vencedor e homenagear a grandeza que ele trazia para a pátria.

Era a honra máxima que um cidadão romano podia almejar. Mas, para chegar a isso, ele devia ter trabalhado muito por Roma.

Ele devia ter matado em combate pelo menos cinco mil soldados inimigos; tinha de mostrar os chefes derrotados, que desfilavam atrás do seu carro; devia ter enfrentado um exército, no mínimo, equivalente ao seu.

E, acima de tudo, devia trazer a sua tropa de volta para casa porque um líder é responsável pelos seus liderados.

Entretanto, os romanos, que passaram à História como os símbolos do orgulho, paradoxalmente tinham em alta conta a modéstia pessoal.

Como, então, receber toda essa homenagem, desfilar vitorioso pela multidão como um rei, ser ovacionado como o grande triunfador e não se encher de soberba?

É aí que aparece a grande ideia. Logo atrás do general vitorioso, no mesmo carro puxado por quatro cavalos, que ele conduzia, ficava um escravo.

De tanto em tanto tempo, ele dizia baixinho, no ouvido do triunfador: Memento mori. Ou seja: Lembre-se de que você vai morrer um dia.

Com certeza, nada melhor para baixar a soberba de qualquer alta autoridade que começa a se achar o bom, o melhor.

 
*     *     *

Lembre-se de que você vai morrer um dia. Essa a reflexão que, de tempos em tempos, seria oportuno nos permitirmos.

Não somos imortais na carne, embora alguns, antecipando novas e surpreendentes conquistas da ciência médica, apregoem que chegará o dia em que não mais haveremos de morrer. Seria trágico e enfadonho.

Imortais somente como Espíritos, que entramos num corpo, vivemos, produzimos, saímos dele, retornamos ao grande lar da Espiritualidade e tornamos ao cenário do mundo.

Isso se chama dinamismo e renovação. Mas, lembrar que teremos fim um dia, que nossos eventuais inimigos também haverão de morrer, que tudo passa, é medida salutar.

Nada é perene, sobre a Terra. Passam as questões corriqueiras, o poder, a autoridade humana, a vida física.

O que hoje é, amanhã poderá deixar de ser.

Assim reflexionando, não ficaremos agarrados a pretensos cargos, a fortunas, a interesses mesquinhos. Tudo é transitório na Terra.

Hoje detemos o cargo, amanhã estará em outras mãos. Hoje comandamos centenas de pessoas, amanhã essas mesmas pessoas poderão estar acompanhando nosso funeral.

Pensemos: somente o Espírito é imortal. Somente os bens espirituais são aqueles que podemos levar conosco, pelas vidas afora.

Assim sendo, semeemos o bem, façamos nosso melhor como se hoje fosse nosso último dia neste mundo. Amemos, abracemos, façamos nosso melhor porque o amanhã poderá nos surpreender nos campos da Espiritualidade.

Ali será outra realidade, outro tempo.

Pensemos nisso.



Redação do Momento Espírita, com dados iniciais colhidos no artigo de J. R. Guzzo, publicado na revista Veja, de 29 de agosto de 2012.
Em 7.3.2013.

 
Foto
 
Foto
 
 
Foto
 
Foto
 
Foto
 
Foto
 
Foto: Boa noite a todos. Fiquem com Jesus.