quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

"Quando acordamos para a razão, descobrimos os traços vivos da Bondade de Deus, por toda parte. Seu imenso carinho para conosco está no Sol que nos aquece, dando sustento e alegria a todos os seres e a todas as coisas; nas nuvens que fazem a chuva para o contentamento da Natureza; nas águas dos rios e das fontes, que deslizam para o benefício das cidades, dos campos e dos rebanhos; no pão que nos alimenta; na doçura do vento que refresca; na bondade das árvores que nos estendem os galhos dadivosos, em forma de braços ricos de bênçãos; na flor que espalha perfume na atmosfera; na ternura e na segurança de nosso lar; na assistência dos nossos pais, dos nossos irmãos e dos nossos amigos que nos ajudam a vencer as dificuldades do mundo e da vida, e na providência silenciosa, que nos garante a conservação da saúde e da paz espiritual. Muitos homens de ciência pretendem definir Deus para nós, mas, quando reparamos na proteção do Todo-Poderoso, dispensada aos nossos caminhos e aos nossos trabalhos na Terra, em todos os instantes da vida, somos obrigados a reconhecer que o mais belo nome que podemos dar ao Supremo Senhor é justamente aquele que Jesus nos ensinou em sua divina oração: “Nosso Pai”. (Meimei)

Todo Dia Existe Deus

 
 
Um dia me perguntaram se eu acreditava em Deus.
Eu então lhes respondi da maneira como eu pensava
Entre a lua e as estrelas num galope, num tropel,
Pisando nas nuvens brancas eu vi Deus passar no céu.
Todo dia existe Deus...
Num sorriso de criança
No canto dos passarinhos,
Em olhar, em uma esperança
Todo dia existe Deus...
Na harmonia das cores,
Na natureza esquecida,
Na fresca aragem da brisa,
Na própria essência da vida,
Todo dia existe Deus...
No regato cristalino,
Pequeno servo do mar,
Nas ondas lavando as praias,
Na clara luz do luar
Todo dia existe Deus...
Na escuridão do infinito,
Todo ponteado de estrelas,
Na amplidão do universo,
No simples prazer de ve-las,
Nos segredos desta vida,
No germinar da semente.
Todo dia existe Deus...
Nos movimentos da Terra,
Que gira incessantemente.
Todo dia existe Deus...
No orvalho sobre a relva,
Na passarela que encanta,
No cheiro que vem da terra,
No sol que se levanta.
Todo dia existe Deus...
Nas flores que desabrocham,
Perfumando a atmosfera
Nas folhas novas que brotam
anunciando a primavera.
Deus é capaz,
Ele é paz, Deus é esperança,
é o alento do aflito
É o Criador do Universo da
luz, do ar, da aliança
Deus é a justiça perfeita,
que emana do coração, ao perdoar quem ofende,
Ele é o próprio perdão.
Será que você não viu o rosto de Deus?
No colorido mais belo dos olhos dos filhos seus...
Eu sei que não me enganei em tudo que lhes dizia,
Deus é paz, é amor, Deus é a eterna poesia.
Deus é constante e perene,
é divino, de tal sorte
Que sendo a essência da vida
é o descanso na morte.
Não há vida sem volta e
não há volta sem vida.
A morte não é morte,
é só a porta da vida.
No ciclo da natureza,
neste ir e vir constante,
No broto que se renova,
na vida que segue adiante,
Em quem semeia bondade,
em quem ajuda o irmão.
Colhendo felicidade,
cumprindo a sua missão.
Todo dia existe Deus...
No suor de quem trabalha,
no calo duro das mãos.
No homem que planta o trigo,
no trigo que faz o pão.
Você pode sentir Deus pulsar,
dentro do seu coração....



 
Poema de Rita Pando - Direitos reservados à Paróquia Santa Catarina - Vila Santa Catarina - São Paulo - SP- www.paroquiasantacatarina.com.br
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar!
Adorei!
Com estima e apreço,
Myrna.